Bolo Mármore...um bolo com sabor a infância e ternura!


Já não fazia este bolo há tanto, tanto tempo. Não sei porquê, pois gosto tanto.
Mas ontem foi um dia especial, o Happy Life In The Kitchen comemorou os seus pequeninos 8 meses e o carinho com que fui presenteada, ao partilhar esse momento, por quem vai seguindo o que vou experimentando na minha cozinha, deixou-me sem palavras. Obrigada, de coração, a quem já acompanhava o blogue e páginas das redes sociais e quem me acompanha no grupo Cuisine Companion da Moulinex Portugal e foi a correr fazer-se presente nas páginas oficiais do blogue! O carinho alimenta, faz-me ter vontade de fazer mais e mais, aprender e aprender. Obrigada, obrigada, obrigada...
E com um sentimento tão bonito decidi que tinha que acabar o dia voltando às raízes, às experiências da infância e adolescência, a um dos primeiros bolos, quando o amor à culinária nascia aos pouquinhos, mas de forma consistente, sussurrando suavemente "vim para ficar". 
Este é um bolo que me transporta para a infância, para a casa da minha avó materna, uma referência na minha vida e em tudo aquilo que cozinho...uma mulher pequenina, cheia de garra...tão cheia de ternura!
E assim, às 23h do dia de ontem, fui para a cozinha e fui criança outra vez!


Ingredientes:
6 ovos M
2 ch. açúcar
125g manteiga 
3 ch. farinha T65 c/fermento
1 c. chá rasa de fermento
1 c. chá baunilha
2 c. sopa cacau em pó

Nota: 1 ch. = medidor 250ml

Na Cuisine Companion
Na taça, com o acessório batedor, coloque os ovos inteiros e o açúcar. Programe vel. 7, 10 min. A massa deve ficar esbranquiçada. Em seguida, programe vel. 7, 3 min. e pelo bocal da tampa vá adicionando em fio a manteiga derretida.
Depois adicione a farinha previamente peneirada com o fermento chávena a chávena. Adiciona uma chávena, programa vel. 4, 10 seg., depois adiciona a segunda chávena, faz o mesmo e com a restante também. Se necessário incorpore alguma farinha que não fique bem envolvida com a ajuda da espátula.
Retire a massa da taça e divida-a por 2 taças. Numa adicione a colher de chá de baunilha. Envolva.
Na outra taça adicione o cacau em pó. Envolva.
Depois, numa forma previamente untada com manteiga e farinha ou desmoldante, vá dispondo colheradas de uma massa e outra. 
Leve ao forno pré-aquecido a 180º cerca de 40 min. ou até que o palito saia seco.
Retire do forno, deixe arrefecer um pouco na forma. Depois desenforme e deixe arrefecer numa grelha.

Modo Tradicional
Na taça da batedeira coloque os ovos inteiros e o açúcar. Bata em velocidade média/alta por 8 a 10 min. A massa deve ficar esbranquiçada. Em seguida vá adicionando em fio a manteiga derretida, enquanto bate a massa mais um pouco.
Depois adicione a farinha previamente peneirada com o fermento chávena a chávena. Adiciona uma chávena, incorpora, depois adiciona a segunda chávena, faz o mesmo e com a restante também. Não bata em demasia, só o suficiente para envolver a farinha.
Divida a massa em 2 porções. Numa adicione a colher de chá de baunilha. Envolva.
Na outra taça adicione o cacau em pó. Envolva.
Depois, numa forma previamente untada com manteiga e farinha ou desmoldante, vá dispondo colheradas de uma massa e outra. 
Leve ao forno pré-aquecido a 180º cerca de 40 min. ou até que o palito saia seco.
Retire do forno, deixe arrefecer um pouco na forma. Depois desenforme e deixe arrefecer numa grelha.

Bom apetite!











Comentários

  1. Sabes, este bolo traz-me um misto de sentimentos! Diria que é uma espécie de amor-ódio! Por um lado tenho um enorme carinho por ele pois é também o meu bolo de infância (chamávamos bolo de São Jorge, nem sei bem porquê). Por outro lado sinto um certo ódio pois era o bolo que a minha mãe fazia todos os santíssimos fins-de-semana! E quando não era de semana também! Eu já farta dele até aos olhos, e porque me apetecia experimentar outros sabores, reivindicava se não se podia fazer outro. Ela afirmava que não pois aquele era o bolo que saía sempre bem e ficava sempre bom! Cheguei mesmo a enjoar e durante anos não podia sequer ouvir falar neste bolo! Entretanto já fiz as pazes com ele e de volta e meia gosto de fazer para matar saudades! Quem me ouve falar deve pensar que na minha infância não conheci outro bolo para além deste! Nada disso! A minha mãe, muito ocasionalmente, fazia outros como o bolo de maçã no tempo das maçãs, bolo de batata, bolo simples e outros que agora nem me lembro. Mas definitivamente o bolo mármore ficou gravado na minha memória! O teu ficou tão parecido ao da minha mãe! Gostava de provar para matar saudades! beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro cozinhar precisamente por isso, por trazer memórias. A minha avó paterna também se lhe disséssemos que gostávamos de algo, não nos servia outra coisa.
      Eu teria todo, todo o gosto em servir-te uma fatia minha querida.
      Beijinhos grandes

      Eliminar
  2. ficou mt bonito tb gosto mt parabens pelo teu blog que venham mtos mais bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Isa. Obrigada pela tua visita. Beijinhos grandes

      Eliminar
  3. Oh meu deus! Que bom aspeto! O bolo mármore é um dos meus favoritos, vou ter de fazer a tua receita! Fiquei a salivar! kiss^^

    Patsilvarte : blog | youtube

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Patrícia. Experimenta e depois diz se gostaste. Beijinhos

      Eliminar

Enviar um comentário

Obrigada por visitar o blogue e pelo seu contributo. Volte sempre!

As mais vistas