Massa Fresca de Espinafre com Tomate Seco e Feta


Já há muito tempo que guardava o desejo de fazer massa fresca. O ato de, com as próprias mãos, em casa, escolhendo cada ingrediente e transformando-os e juntando-os dando corpo a um prato, a uma refeição de sabor tão honesto, tão fresco dá-nos uma sensação que é quase difícil expressar em palavras.
O certo é que descobri que é tão fácil preparar a massa em casa e o sabor e textura que se consegue...Meu Deus, é maravilhoso! (sim, estou completamente rendida!). Para além de podermos ser criativos e juntar-lhe os sabores que quisermos, espinafre, beterraba, flores e um sem número de opções.
E descobri que andei à espera de ter A MÁQUINA - da MARCATO - que encontramos na Lecuine.pt, que eu tanto ambicionava (e valeu cada minuto que esperei, pois é excelente, linda, robusta), mas com um pouco de força nos braços e mãos e com um rolo, já poderia ter-me aventurado a tentar prepará-la em casa.
A receita da massa que apresento hoje, bem como as dicas de conservação, são de alguém que é uma inspiração para mim, quer pelas receitas deliciosas, pelas fotos extraordinárias que tira e pela forma divertida com que interage quem segue o seu trabalho - o chef Rui Ribeiro do Faz&Come.
E assim me aventurei! E assim continuo a aventurar-me! E assim passo à receita e deixar-vos o desafio de a fazerem, pois vale cada minuto da sua confeção, que na realidade não é muito, pois em pouco mais de 30 minutos têm massa pronta a fazer!
Optei por acompanhá-la com tomate seco aromatizado com azeitona e alho, que preparo em casa e podem ver a receita aqui e queijo feta. Poderão servi-la também apenas com pecorino, parmesão ou outro queijo ralado, pois ela vale por si só!
Apresento a receita em modo tradicional e para robot de cozinha como habitualmente.



Ingredientes (4 pessoas):
300g farinha T65 s/fermento (usei moagem média - da Moagem Terceirense)
60g folhas frescas de espinafre
3 ovos M
1 c. sopa azeite virgem extra
1 c. sopa água (opcional e apenas se necessário)

Guarnição
Tomate seco a gosto
100g de queijo feta cortado aos cubos
Azeitonas se não tiver tomate aromatizado
Azeite q.b.

Modo Tradicional
No processador, processe as folhas de espinafre juntamente com 100 gramas de farinha. Coloque a farinha restante em cima da bancada de cozinha bem limpa.
Faça um buraco no centro e adicione a mistura de espinafres e farinha, o azeite e os ovos, ligeiramente batidos com um garfo. Vá arrastando a farinha do bordo para o centro, amassando até conseguir formar uma massa homogénea. Adicione um pouco de água caso necessário, i.e., se a massa estiver muito seca. não adicionei, não foi necessário. Se, pelo contrário, obtiver uma massa demasiado mole, adicione um pouco mais de farinha.
Forme uma bola com a massa, embrulhe em papel aderente ou tape com um recipiente e deixe repousar à temperatura ambiente durante 15 a 30 minutos. É importante respeitar este tempo de repouso, para que a massa perca tensão e seja mais fácil de estender. Após o período de repouso, divida a massa em 4 ou 6 porções.
Espalme cada porção com a mão antes de a passar na máquina, começando pelo nível 0. Dobre a massa que obtiver em três e repita o processo no nível 0. Passe a massa, gradualmente, até obter a espessura desejada (para este tipo de massa passei apenas até ao nível 6 como aconselhado pelo Rui Ribeiro). Polvilhe a massa com um pouco de farinha sempre que necessário para evitar que esta se agarre e seja mais fácil de trabalhar.
Assim que tiver as lâminas de massa estendidas passe-as pelo acessório cortante. É importante recolher a massa à medida que sai cortada, e polvilhar com um pouco de farinha para evitar que se cole.
Assim que tiver toda a massa formada e cortada, pode utilizá-la imediatamente, cozendo-a numa panela com água abundante e sal durante uns 3 minutos. Deverá colocar a massa apenas quando a água estiver a ferver com o sal (10g por 100g massa).
Poderá ainda deixar secar a massa, abundantemente polvilhada com farinha, durante uma hora e guardá-la num saco hermético ou recipiente tapado no frigorífico. Dura até 3 dias.
Se quiser guardá-la mais tempo deverá deixá-la secar durante 24h esticada ou em meadas.
Pode também congelá-la, mantendo a sua hidratação, levando em sacos herméticos ao congelador. Transfira a massa para sacos de congelação quando congeladas. Poderá conservá-la por 3 meses. Quando a confecionar, cozinhe diretamente do congelador.
Se não tiver máquina de esticar massa, utilize o rolo de cozinha e estique a massa o máximo que conseguir. Corte a massa no formato que pretender com a ajuda de um cortador de massa ou faca.

Na Cuisine Companion
Coloque todos os ingredientes pela ordem descrita acima na taça, com o acessório triturar, amassar. Programe Pastry P1 e altere o tempo para 2 min.
Para continuar proceda como descrito acima.
















Comentários

  1. Que delícia!
    Nunca fiz massa caseira (muito pela intolerância ao glúten cá de casa) mas adoro massa.
    A tua ficou linda!
    Beijinhos

    www.paopaoqueijoqueijo.com

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Obrigada por visitar o blogue e pelo seu contributo. Volte sempre!

As mais vistas