Rüblitorte



E hoje mesmo a correr deixo-vos o bolo que fiz para o almoço de Páscoa. Fi-lo a correr e deixo-vos da mesma forma por aqui, porque há dias assim, em que as horas correm.
Mas não termino sem dizer que fica delicioso, com uma textura excelente e super húmido e fofo.
Queria fazer algo diferente e então cumpridas as receitas tradicionais da Ilha Terceira parti rumo à Suíça. Decidi então que iria fazer o seu Rüblitorte ou bolo de cenoura e amêndoa. Fi-lo com algumas alterações, nomeadamente, não utilizei Kirsch, pois as crianças iriam comer também, tendo substituído por sumo de laranja.
Para além disso acrescentei-lhe gengibre cristalizado e uma parte de frutos secos variados. 
O resultado foi delicioso. A repetir muitas e muitas vezes.
Para cobertura fiz um merengue italiano por ser mais firme e cozinhar com a calda de açúcar. Também resultará lindamente com mascarpone. 
Ai só de imaginar, até salivo!



Ingredientes (forma de 24cm) s/buraco:
300g cenoura ralada
150g amêndoa ralada
50g frutos secos variados (usei avelã, noz e castanha do brasil)
100g gengibre cristalizado triturado
1 c. chá extrato de baunilha
250g açúcar amarelo
6 ovos M
2 c. sopa de sumo de laranja
1 c. chá de fermento
1 pitada de sal
60g farinha T65 s/fermento
50g farinha amêndoa

Merengue
40ml de água
120g açúcar
2 claras à temperatura ambiente

Na Cuisine Companion
Comece por bater as claras dos 6 ovos com uma pitada de sal, colocando-as na taça bem seca e sem gorduras, com o acessório batedor, sem tampa de vapor, na vel. 7 até que fiquem bem firmes 7 a 8 min. Deverão ficar bem batidas. Retire da taça e reserve.
Entretanto rale a cenoura com a ajuda de uma mandolina ou se tiver acessório ralador, poderá fazê-lo na CC.
Limpe a taça com papel toalha e coloque a ultrablade. Triture as amêndoas, frutos secos e gengibre cristalizado. Retire e reserve. Limpe a taça com papel toalha.
Depois volte a colocar o batedor na taça e bata as gemas com o açúcar, baunilha e sumo de laranja até obter uma mistura espumosa, na vel. 7, 10 min.
Em seguida adicione essa mistura aos frutos secos, gengibre e cenoura ralada. Programe vel. 6, 2 min.
Depois retire a massa da taça e adicione as farinhas com a ajuda de uma espátula. 
Por fim misture as claras em castelo aos poucos de modo a não perder ar na massa.
Poderá optar por bater as claras no final da confeção da massa. Prefiro desta forma, embora se tiver só uma taça tenha que a lavar. Se optar poupar tempo proceda ao bater das claras ao início como referido acima.
Coloque a massa numa forma untada com manteiga e farinha com um círculo de papel vegetal no fundo, para ser mais fácil desenformar o bolo.
Leve o bolo ao forno pré-aquecido a 160º, na parte mais baixa do forno para que cozinhe lentamente durante 1h. Utilizando uma temperatura mais alta o bolo tende a baixar no meio. Fica ótimo na mesma e é normal neste bolo, contudo para este prefiro a baixa temperatura, pois fica com um topo muito direitinho.
O merengue fi-lo de modo tradicional. 
Num tacho coloque a água e açúcar em lume médio até começar a ferver. Leve aos 118º até que o açúcar derreta completamente e atinja o ponto de rebuçado 126º.
Depois bata as claras ligeiramente até se apresentarem espumosas e, sem parar de bater e a uma velocidade baixa, vá adicionando lentamente e num fio constante a calda de açúcar.
Quando a calda estiver totalmente incorporada aumente a velocidade da batedeira e bata até que o merengue fique frio, cremoso e brilhante.
Cubra o bolo quando frio com o merengue e queime um pouco com o maçarico (opcional). Poderá decorar com algumas raspas de cenoura e tomilho ou apenas amêndoa.

Modo Tradicional
Rale a cenoura com a ajuda de uma mandolina ou ralador.
Triture as amêndoas, frutos secos e gengibre cristalizado com uma picadora ou processador. Retire e reserve.
Depois bata as gemas com o açúcar, baunilha e sumo de laranja até obter uma mistura espumosa.
Em seguida adicione essa mistura aos frutos secos, gengibre e cenoura ralada com a ajuda de uma espátula.
Adicione de seguida as farinhas com a ajuda da espátula. 
Bata as claras em castelo com uma pitada de sal até que fiquem bem firmes.
Incorpore as claras em castelo aos poucos à massa de modo a não perder ar na massa.
Coloque a massa numa forma untada com manteiga e farinha com um círculo de papel vegetal no fundo, para ser mais fácil desenformar o bolo.
Leve o bolo ao forno pré-aquecido a 160º, na parte mais baixa do forno para que cozinhe lentamente durante 1h. Utilizando uma temperatura mais alta o bolo tende a baixar no meio. Fica ótimo na mesma e é normal neste bolo, contudo para este prefiro a baixa temperatura, pois fica com um topo muito direitinho.
Para preparar o merengue coloque num tacho a água e açúcar em lume médio até começar a ferver. Leve aos 118º até que o açúcar derreta completamente e atinja o ponto de rebuçado 126º.
Depois bata as claras ligeiramente até se apresentarem espumosas e, sem parar de bater e a uma velocidade baixa, vá adicionando lentamente e num fio constante a calda de açúcar.
Quando a calda estiver totalmente incorporada aumente a velocidade da batedeira e bata até que o merengue fique frio, cremoso e brilhante.
Cubra o bolo quando frio com o merengue e queime um pouco com o maçarico (opcional). Poderá decorar com algumas raspas de cenoura e tomilho ou apenas amêndoa.








Comentários

  1. Ficou lindo. Esses frutos todos deve dar um gosto maravilhoso ao bolo.
    Beijinhos

    www.paopaoqueijoqueijo.com

    ResponderEliminar
  2. Ficou maravilhoso! O interior é uma tentação, para não falar na parte exterior!
    Bjs e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  3. O aspeto é tão deliciosa que o provava agora mesmo!
    Levo a receita!!!bj

    ResponderEliminar
  4. Este bolo é muito tentador, sóde olhar dá vontade de comer todo. Parabéns também pelas restantes receitas, dei uma vista de olhos e todas elas são incriveis. Beijinhos

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Obrigada por visitar o blogue e pelo seu contributo. Volte sempre!

As mais vistas