Cinnamon Rolls


Cinnamon Rolls...Há receitas que são tão emblemáticas e que trazem consigo um sucesso tal que nem lhe traduzimos o nome. Sim! Pois estamos a falar de Rolinhos de Canela. Eu sou fã incondicional de canela e massas levedas. E como tal cinnamon rolls têm feito parte do meu reportório de receitas que faço vezes sem conta. Sim, repeti Cinnamon Rolls e não Rolinhos de Canela. Não porque não gosto do nosso português, nada disso. É dos idiomas mais bonitos que existe! Mas sim porque esta é daquelas receitas que traz consigo todo um momento, contexto que pede que não se lhe traduza o nome. É como nós. Sou Sara aqui ou em outro lugar qualquer. E o Cinnamon Roll assim é nos Estados Unidos ou aqui ou noutras paragens quaisquer.
Já fiz tantas receitas, testei tantas outras, mas esta é a TAL! E receitas como esta não podem ficar apenas no meu livrinho de receitas mesmo que seja apenas por mais alguns dias.
Já hoje estive convosco e partilhei o Bundt de Chocolate e Guiness com Recheio Cheesecake (receita aqui), mas não conseguiria guardar só para mim mais um dia que seja esta maravilha.
A receita pesquisei-a há já algum tempo e não me recordo da chef que a partilhava, apenas que era brasileira. Fiz algumas alterações a meu jeito. Mas só tenho que lhe agradecer a partilha, pois são os tais Cinnamon Rolls...Perfeitos e mesmo ao American Style. Enjoy!


Ingredientes (para tabuleiro de 35cm, rende 12 a 16 rolinhos):
1 c. sopa rasa de fermento seco
4 ch. (de 250 ml) farinha T65 s/fermento (530g)
Três quartos de ch. de leite morno
Um quarto de ch. de açúcar
Meia c. chá baunilha
1 ovo
Meia c. chá de sal
Um quarto ch. de manteiga à temperatura ambiente

Recheio
Um terço de ch. de manteiga amolecida
Três quartos de ch. de açúcar mascavado escuro
Um quarto de ch. de açúcar refinado
1 c. chá bem generosa de canela

Cobertura 1
Um quarto de ch. de queijo creme
1 c. sopa rasa de manteiga
1,5 ch. de açúcar em pó
1 c. chá de baunilha
2 a 3 c. sopa de leite

Cobertura 2
2 a 3 c. sopa de açúcar em pó
Umas gotas de água morna

Na Cuisine Companion
Comece por preparar o fermento juntando numa taça o fermento, 1 c. sopa de açúcar que retira da porção destinada aos rolinhos, 1 c. sopa de farinha e adiciona água morna, o suficiente para envolver todos os ingredientes. Deixe descansar e desenvolver, tapando a taça com um prato, cerca de 20 a 30 minutos. Quando pronto ficará com aspeto esponjoso.
Quando tiver o fermento pronto coloque na taça, com o acessório amassar/triturar, metade da farinha, o leite, a baunilha, manteiga, o ovo e o sal (cuidado para não o colocar em contato com o fermento). Programe Pastry P1, alterando o tempo para 1 min.
Depois adicione a restante farinha e o açúcar. Programe Pastry P1 alterando o tempo para 1,30. Faça uma ou duas paragens.
No final do programa retire a massa que irá levedar fora da taça. Coloque-a numa superfície enfarinhada e trabalhe um pouco para se tornar menos pegajosa. 
Pincele uma tigela com óleo e deixe a massa levedar aí tapando a taça com papel aderente, até que dobre de volume (1h a 1h30).
Nessa altura transfira a massa para uma superfície enfarinhada e com o rolo de cozinha dê-lhe a forma de um retângulo com uma espessura de mais ou menos 1 dedo.
Barre o retângulo com a manteiga referida no recheio. Depois espalhe a mistura de açúcares e canela por cima.
Enrole o retângulo como se fosse uma torta com cuidado, pois a massa fica muito fofa. Depois corte em 12 a 16 partes iguais.
Disponha os pedaços (rolinhos) num tabuleiro untado de manteiga ou forrado com papel vegetal. Coloque-os alinhados e um pouco afastados uns dos outros, pois ainda vão descansar mais um pouco e crescer no forno. 
Tape depois o tabuleiro com um pano ou toalha e deixe descansar 30 min.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º por 30 min.
Retire do forno. Deixe esfriar um pouco.
Aí prepare as duas coberturas. Para isso basta misturar todos os ingredientes com a ajuda de uma espátula ou batedor de varas.
As coberturas devem ficar espessas, especialmente a segunda para lhe dar aquela cobertura branquinha, que desliza um pouco, mas não em demasia, como acontece com a primeira.
A primeira cobertura é colocada com os pãezinhos ainda quentes. Deixe secar um pouco essa cobertura e só depois coloca a segunda.
Depois é só degustar ainda quentinhos ou mornos. E como são bons!
Poderá conservá-los à temperatura ambiente dois a três dias numa caixa hermética, ou no frigorífico cerca de uma semana.
Poderá ainda congelá-los, envolendo-os no dia, frescos, em papel de alumínio e bem fechados num saco, a que se retira o máximo de ar possível, ou numa caixa hermética, até dois meses. Aí aconselho a não utilizar o queijo creme se a validade for para além da data que pretendem utilizá-los.

Modo Tradicional
Comece por preparar o fermento juntando numa taça o fermento, 1 c. sopa de açúcar que retira da porção destinada aos rolinhos, 1 c. sopa de farinha e adiciona água morna, o suficiente para envolver todos os ingredientes. Deixe descansar e desenvolver, tapando a taça com um prato, cerca de 20 a 30 minutos. Quando pronto ficará com aspeto esponjoso.
Quando tiver o fermento pronto coloque na taça da batedeira, com o acessório gancho ou bata à mão como qualquer pão, metade da farinha, o leite, a baunilha, manteiga, o ovo e o sal (cuidado para não o colocar em contato com o fermento). Amasse bem até obter uma massa.
Depois adicione a restante farinha e o açúcar. Amasse até obter uma massa pegajosa, mas consistente.
Retire a massa da taça da batedeira ou de onde amassou. Coloque-a numa superfície enfarinhada e trabalhe um pouco para se tornar menos pegajosa. 
Pincele uma tigela com óleo e deixe a massa levedar aí tapando a taça com papel aderente, até que dobre de volume (1h a 1h30).
Nessa altura transfira a massa para uma superfície enfarinhada e com o rolo de cozinha dê-lhe a forma de um retângulo com uma espessura de mais ou menos 1 dedo.
Barre o retângulo com a manteiga referida no recheio. Depois espalhe a mistura de açúcares e canela por cima.
Enrole o retângulo como se fosse uma torta com cuidado, pois a massa fica muito fofa. Depois corte em 12 a 16 partes iguais.
Disponha os pedaços (rolinhos) num tabuleiro untado de manteiga ou forrado com papel vegetal. Coloque-os alinhados e um pouco afastados uns dos outros, pois ainda vão descansar mais um pouco e crescer no forno. 
Tape depois o tabuleiro com um pano ou toalha e deixe descansar 30 min.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º por 30 min.
Retire do forno. Deixe esfriar um pouco.
Aí prepare as duas coberturas. Para isso basta misturar todos os ingredientes com a ajuda de uma espátula ou batedor de varas.
As coberturas devem ficar espessas, especialmente a segunda para lhe dar aquela cobertura branquinha, que desliza um pouco, mas não em demasia, como acontece com a primeira.
A primeira cobertura é colocada com os pãezinhos ainda quentes. Deixe secar um pouco essa cobertura e só depois coloca a segunda.
Depois é só degustar ainda quentinhos ou mornos. E como são bons!
Poderá conservá-los à temperatura ambiente dois a três dias numa caixa hermética, ou no frigorífico cerca de uma semana.
Poderá ainda congelá-los, envolendo-os no dia, frescos, em papel de alumínio e bem fechados num saco, a que se retira o máximo de ar possível, ou numa caixa hermética, até dois meses. Aí aconselho a não utilizar o queijo creme se a validade for para além da data que pretendem utilizá-los.













Comentários

  1. Quando via a foto no face, deu logo vontade de provar,....fiquei tentada a experimentar!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Obrigada por visitar o blogue e pelo seu contributo. Volte sempre!

As mais vistas